Venezuela repudia sanções unilaterais dos EUA contra magistrados do TSJ

Foto archivo  

Caracas, 19 May. AVN.- A Venezuela repudiou nesta quinta-feira as sanções unilaterais realizadas pelo governo dos Estados Unidos, através do Departamento do Tesouro, contra oito magistrados do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ).

A chanceler da República, Delcy Rodríguez, explicou em sua conta no twitter que estas ações violam as leis internacionais e as normas venezuelanas.

"É inaudito e inadmissível que os EUA imponham sanções a um Poder Público soberano e independente, violando leis internacionais e venezuelanas", escreveu.

O presidente da República, Nicolás Maduro, ratificou seu apoio aos magistrados, que são alvo de ataques da direita nacional e internacional.

"A autoria e direção dos EUA na desestabilização da Venezuela, seu Estado de Direito e contra a paz ficaram em evidência outra vez", enfatizou a chefe da diplomacia venezuelana.

A Venezuela condenou, em várias ocasiões, os constantes ataques e ingerências dos EUA. A mais recente foi intenção do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos de vincular o vice-presidente Executivo da República, Tareck El Aissami, com o  tráfico de drogas. No ano passado, os EUA decidiram ampliar a legislação que impõe sanções contra o país até 2019.

19/05/2017 - 08:05 am