Venezuela recorda 50º aniversário da semeadura de Che Guevara

 

Caracas, 10 Oct. AVN.- O povo e governo da República Bolivariana da Venezuela recordaram nesta segunda-feira os 50 anos da semeadura de Ernesto Che Guevara, comandante guerrilheiro, que lutou contra a ditadura de Fulgencio Batista em Cuba; um dos principais ideólogos da Revolução cubana e um dos mais influentes pensadores marxistas latino-americanos do século XX.

"Hoje prestamos tributo a sua memória, a sua gigantesca humanidade e a esperança que nasceu de sua vida e tornou-se carne em sua amada Cuba e no povo latino-americano e caribenho. Em todo espaço onde persista a justiça e a opressão, ali está vivo, em combate, Che Guevara", afirma comunicado divulgado na página web da chancelaria venezuelana.

Veja abaixo o comunicado na íntegra:

COMUNICADO

Povo e Governo venezuelano recordam 50° Aniversário da semeadura do heroico Che Guevara

O Presidente da República Bolivariana da Venezuela, Nicolás Maduro Moros, em nome do Governo e do povo venezuelano, recorda o 50° Aniversário da semeadura de Ernesto Guevara de la Serna, o Guerrilheiro Heroico e Eterno Comandante da revolução nossa-americana, Che Guevara, assassinado pela CIA, na localidade de La Higuera, em 9 de outubro de 1967 na Bolívia.

Os povos da América e do mundo não esquecem que foi a mão criminosa e ingerencista dos EUA a que cegou a vida de um dos maiores revolucionários da história, buscando assim deter a marcha dos povos rumo à liberdade, a independência e a justiça.

Equivocou-se novamente o imperialismo norte-americano. Com sua morte, Che Guevara passou para a imortal categoria dos herois do povo, e seu amoroso sacrifício germinou na semente dos processos de mudança que hoje percorrem nosso continente.

Médico, escritor, político, dirigente, operário e guerrilheiro, primeiro no combate e no trabalho, no estudo e no pensamento, no amor e na alegria. Ernesto Guevara foi com sua vida, exemplo para a juventude que sonha com um mundo de justiça.

Hoje prestamos tributo a sua memória, a sua gigantesca humanidade e a esperança que nasceu de sua vida e tornou-se carne em sua amada Cuba e no povo latino-americano e caribenho. Em todo espaço onde persista a justiça e a opressão, ali está vivo, em combate, Che Guevara.

Hoje dizemos como o cantor Carlos Puebla, 50 anos depois de sua imerecida partida, "Aprendi a amar-te, das alturas da história onde o sol de sua bravura coloca uma cerca a morte". Aqui estás, Che Guevara, com o povo venezuelano, fazendo Revolução e construindo os sonhos.

"Até a vitória sempre, Comandante"

Ernesto Che Guevara

Caracas, 09 de outubro de 2017

Fotos: Ricardo Herdenez, AVN

10/10/2017 - 07:57 am