Venezuela e China constroem novas fontes de financiamento

 

Caracas, 09 Ago. AVN.- A Venezuela e a República Popular da China avançam na construção de novas fontes de financiamento para potencializar áreas estratégicas no país, informou nesta terça-feira o vice-presidente de Planejamento, Ricardo Menéndez.

"As fontes de financiamento serão diversificadas precisamente a partir da fortaleza e rentabilidade das atividades que vêm sendo geradas no nosso país", disse após participar do encontro "Constituinte Econômica: espaço de futuro, que convocou mais de 60 empresas chinesas no Forte Tiuna, em Caracas.

Menéndez, que preside a Comissão Mista de Alto Nível China-Venezuela, destacou que por meio desta instância foram investidos mais de US$50 bilhões para o desenvolvimento de 650 projetos estratégicos.

Agora, destacou, estão sendo incorporadas "novas fontes de investimento" vinculados a cada um dos projetos desenvolvidos, entre eles o setor agroalimentar.

Caracas e Pequim assinaram recentes acordos para o desenvolvimento do setor mineiro –níquel, carvão e ouro–, assim como para a potencialização do setor petroleiro e da área de infraestrutura.

Os dois países têm dois blocos de financiamento para o desenvolvimento de projetos estratégicos: o Fundo Conjunto, criado em 2008, e o Fundo Pesado e a Longo Prazo, iniciado em 2010.

Menéndez afirmou que nesta semana devem ser realizadas jornadas de trabalho com empresas chinesas. A delegação venezuelana já se reuniu com a Corporação Nacional de Petróleos da China (CNPC) para analisar "importantes projetos de investimento", especialmente nas empresas mistas Petrozumano e Petrosinovensa da Faixa Petrolífera do Orinoco.

 
Fotos: Fausto Torrealba, AVN

09/08/2017 - 06:41 am